Publicidade

domingo, 11 de janeiro de 2015 Novela | 07:00

“Império” precisa do retorno do Comendador para tomar novo fôlego

Compartilhe: Twitter
Look do dia all white. Crédito: Divulgação/Globo

Look do dia all white. Crédito: Divulgação/Globo

Aguinaldo Silva chacoalhou o baguncê na quinta-feira (8) ao confirmar que Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) vai cometer um assassinato em plena terça-feira de carnaval em “Império” (Globo). Sem revelar o nome da vítima, o autor refrescou a esperança e não deixou o barco virar nessa água morna.

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Acontece que desde a falsa morte do Comendador, os casos e acasos da história entraram numa fase de calmaria. Nada de muito grande acontece. É a Cora (Marjorie Estiano) maluca tentando achar Zé em Santa Teresa, Maria Marta (Lilia Cabral) encalacrada na crise econômica (e amorosa) da empresa, Cristina (Leandra Leal) quebrando a cabeça para pagar os funcionários… E mais outras traminhas paralelas sem tanta força.

Só mesmo quando Zé Alfredo voltar oficialmente para a terra dos vivos é que a coisa vai andar. Só assim os nós que amarram a história podem começar a se desatar. Por exemplo, com relação ao Maurílio, nos próximos capítulos Laura Cardoso entra na novela como suposta mãe do personagem para começar a revelar um pouco mais do seu passado misterioso. Ao que tudo indica, a identidade do bonitão foi alterada, e o parentesco com Sebastião Ferreira (Reginaldo Faria) não passa de uma farsa.

Reaparecendo para todos é que Zé vai poder assumir as rédeas da situação, da empresa, de Marta e do seu próprio passado. A retomada da Império depende, basicamente, das mãos firmes do seu comandante. Zé também colocará cada filho em seu lugar. Maria Clara (Andreia Horta) baixará a crina, João Lucas (Daniel Rocha) poderá se reaproximar do pai com mais afeição, José Pedro (Caio Blat) colocará o rabo entre as pernas e pagará por seus absurdos, e Cristina se firmará cada vez mais como braço direito do homem de preto.

O que também promete aquecer nossos corações de telespectadores fiéis é o destino do coração do próprio comendador. Uma atenção mínima basta para perceber que o amor que explode no peito de sonhador daquele homem tem como único alvo a pele alva de Maria Isis (Marina Ruy Barbosa). É por ela que Zé voltou e voltaria quantas vezes fosse preciso.

SIGA O BLOG NO TWITTER

Voltando ao início do texto, depois da terça de carnaval, mais um estímulo para a reta final da novela é saber quem é a vítima de Maurílio e o que será do vilão, que anda de mãos e braços dados com Danielle (Maria Ribeiro). Nossa Cora também só vai sossegar (ou enlouquecer de vez) quando Zé Alfredo ressurgir para sacudir sua rotina de stalker. Enfim, os tempos de calmaria estão no fim. E a gente quer mais é ver o barco pegar fogo bem do jeitinho que Aguinaldo sabe fazer.

Vem ver isso aqui também, menina…:

Alex Brasil, o barraqueiro de Camila Pitanga

Rodrigo Lombardi capricha na pose para “Tá no Ar”

“Sete Vidas”: Isabelle Drummond grava em aeroporto

Autor: Tags: , , , , , ,

1 comentário | Comentar

  1. 51 João Alberto Afonso 11/01/2015 11:13

    Como morei muitos anos em Apucarana no Paraná, ao me mudar, cancelei a TV a cabo e, mercê disso, fui obrigado a assistir a TV paga e acompanhar, por quinze dias, a novela IMPÉRIO e, na verdade, fiquei estarrecido com a pobreza total do enredo. Enfim, não há mais “Rei do Gado”, “Odorico Paraguaçu”, “O Astro” e tantas outras maravilhosas novelas. Agora é uma mexicanização pioradas. Que porre. De retorno a minha Sampa, me livrei dela e de outros programecos e voltei a ver jornalismo, esporte e filmes.

    • adelso 16/01/2015 14:44

      João Alberto que mau humor, tudo bem que o rei do gado, tá de volta, cê pode rever, o astro, só vi umas partes da segunda vez, foram boas, mas daí chamar de mexica… piorada é demais, quanta ranzisse.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.