Publicidade

Arquivo da Categoria Exclusivo

segunda-feira, 4 de julho de 2016 Exclusivo | 11:51

Ronnie Von: “É detestável veicular a miséria humana”

Compartilhe: Twitter

Cinquenta anos de televisão é para poucos. Um marco cada mais difícil de ser alcançado no cenário atual. Mas em meio à guerra pela audiência e muita apelação, ainda há alguns remanescentes.  Ronnie Von é um deles.

“Essa guerra é uma doença, uma metástase. Nós somos filhos de um País pobre, inculto, e desinformado, e atualmente violento. A grande escola do brasileiro não é aquela que os alunos batem nos professores, é a televisão”, disse em entrevista à TViG. “Esses programas de enjaulamento, que é uma coisa que me incomoda terrivelmente, que chamam de reality, é uma coisa absolutamente detestável você veicular a miséria humana, a desavença. No entanto, isso dá audiência. A televisão não é isso, a vida não é isso.”

À frente do “Todo Seu” nas noites da TV Gazeta, o apresentador repudia o vale-tudo da mídia brasileira e comanda um programa que presta serviço e leva informação de alto nível ao seu público. Tudo isso com entretenimento, cultura, muita elegância e bom gosto. Confira o bate-papo na íntegra com o comunicador, que dá uma aula de “savoir faire” em frente às câmeras. Play!

Autor: Tags:

terça-feira, 10 de maio de 2016 Exclusivo | 10:40

Ex-poderosa da Globo, Marlene Mattos administra hotel-fazenda em Sergipe

Compartilhe: Twitter

(Foto: AgNews)

Comandante de Xuxa Meneghel durante duas décadas e ex-toda-poderosa da Rede Globo, Marlene Mattos deu um novo rumo à sua vida. Hoje ela administra o Hotel Fazenda Boa Luz, em Sergipe, mas não descarta a possibilidade de voltar à TV.

E contentar-se com pouco não é com ela. “Um programinha qualquer eu não quero. Quero o desconhecido, algo que me desafie e dê frio na barriga. Hoje os programas são todos iguais. Parece piolho, está na cabeça de todo mundo”, dispara em conversa com a coluna.

Sua história é de grandes conquistas e não há motivo para qualquer constrangimento, ela avisa. “Nunca tive medo de errar, de botar a cara, ainda mais depois dos 60 anos. Sei que sempre estarei diante da possibilidade de crítica. E a crítica é boa.”

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

(Foto: AgNews)

Em novembro passado, a diretora protagonizou uma polêmica envolvendo Monique Evans. O programa que fariam juntas, “Na Noite com Monique”, foi cancelado, mas ela garante que não foi por sua causa. O dono do canal pago E+ teve um problema familiar e Marlene saiu de cena. “Tive um desentendimento com a Monique, mas ela é muito talentosa. Ninguém faz um programa noturno e fala de sexo melhor do que ela”, concede.

Zilu Godoi, de quem cuida da carreira, precisa ser lapidada, mas está no caminho certo. “Ela é uma ótima apresentadora, que tem conteúdo e tranquilidade de ouvir. Só precisa praticar para fazer melhor e firmar essa vocação. Em breve ela vai lançar um livro de autoajuda”, adianta Marlene.

Xuxa parece ser o único assunto proibido. Após romperem a parceria e a amizade, a diretora não quer saber da apresentadora. Quando questionada sobre o que falta para a ex-pupila emplacar na Record, ela desconversa. “Não assisto ao programa dela, não acho nada. Tenho muitos defeitos, mas presunção não é um deles. Seria pedante da minha parte comentar qualquer coisa.” Será que ainda há espaço para Marlene Mattos na TV? Competência ela tem.

(Foto: AgNews)

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 29 de março de 2016 Exclusivo | 11:31

Sérgio Moro faz uso de traje nada convencional em almoço nos Jardins 

Compartilhe: Twitter

A vida do juiz Sérgio Moro era comum antes da Operação Lava Jato. Ele fazia sua corrida diária pelas ruas de Curitiba sem qualquer preocupação com a segurança. Infelizmente, as coisas mudaram. Depois de receber ameaças de morte, o responsável pelas investigações do maior esquema de corrupção do Brasil agora conta com uma escolta fortemente armada.

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

 A coluna descobriu que o magistrado almoçou na segunda-feira (28) em um famoso restaurante nos Jardins, em São Paulo, com um traje bem peculiar. Ele estava vestido com um colete à prova de balas. Nada fácil fazer justiça neste País.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 21 de março de 2016 Exclusivo | 10:04

“Público vai ser fisgado novamente”, diz diretor de “Os Dez Mandamentos”

Compartilhe: Twitter

Com previsão de estreia para abril, as gravações de “Os Dez Mandamentos – Parte 2” estão a todo vapor. Em meio a uma rotina agitada, o diretor da novela, Alexandre Avancini, bateu um papo com coluna para falar sobre as novidades desta nova etapa. Ele afirmou que o público pode esperar fortes emoções e garante que a audiência será novamente fisgada pela nova trama bíblica da Rede Record: “Acho que o público vai ficar ligado na nossa tela para poder reencontrar esses personagens, com muitas novidades”. Casado há dez anos com Nanda Ziegler, o diretor também fala sobre a Casablanca, nova responsável pela dramaturgia da Record, e ainda comenta como estão as gravações de “A Terra Prometida”. Confira a entrevista:

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

 Vem, Gente: Como estão as gravações de “Os Dez Mandamentos – Parte 2”?

Alexandre Avancini: O pessoal está supermotivado. Estamos gravando a todo vapor. Semana passada gravei cenas importantes de Moisés no Monte Sinai, sequências que abrem a novela. Estamos gravando externas e em estúdio. Estamos muito felizes com o resultado.

VG: O que o público pode esperar dessa nova temporada?

AA: A novela só vai ter 60 capítulos, em função desse número menor de episódios a novela está bem concentrada, já no primeiro capítulo vamos ter grandes surpresas, a novela está com uma dinâmica muito ágil, dinâmica de seriado. Apresentamos reinados novos, vão surgir novos vilões até entre os hebreus, acho que o público vai ser fisgado novamente.

VG: Então vocês acreditam que a segunda parte repita o sucesso da primeira?

AA: Temos. A novela criou uma legião de fãs, acho que o público vai ficar ligado na nossa tela para poder reencontrar esses personagens, com muitas novidades.

Avancini e Nanda Ziegler (Foto: AgNews)

 

VG: Um dos resultados dessa legião de fãs que você menciona foi o filme de “Os Dez Mandamentos”. O que você achou do longa?

AA: Acho que ficou muito bacana, acho que conta a história da novela, tem os trechos mais importantes. Quem não viu a novela entendeu o filme, isso é muito importante. Hoje, nós somos a terceira maior bilheteria do cinema nacional, isso é muito importante também. A televisão bem feita vai longe.

VG: A Record se esforçou para transformar a primeira fase em uma produção quase hollywoodiana. Esse investimento continua na segunda fase? A ambição ainda é manter esse padrão?

AA: A gente sempre corre atrás desse grau de qualidade para entregar para o telespectador. Essa novela, apesar de menor, ela tem duas cidades cenográficas novas, dois reinos novos, mais palácios, salas de trono, esse universo todo da corte real. Mais acontecimentos grandes, um deles será a Rebelião de Corá, que corresponde à nossa aventura do Mar Vermelho na primeira temporada, está sendo pré-produzido desde a outra novela, porque é muito complexo. Dessa vez não temos a Stargate para fazer nossa pós-produção de efeitos, mas temos a Casablanca, uma das maiores produtoras de efeitos especiais no Brasil. Não sei te falar em números [dinheiro], como são menos capítulos não sei como está essa equação.

VG: Sobre a Casablanca: as novelas da Record agora serão produzidas por ela. Como foi essa transição? Mudou muito a dinâmica?

AA: Não mudou a dinâmica. A gente está gravando onde era o antigo RecNov, então facilita tudo para a gente, nos mesmos estúdios, as cidades cenográficas que tínhamos transportamos para dentro do RecNov para ficar mais fácil nosso trabalho. Graças a Deus está tudo indo de vento em popa.

VG: E você também não para. Já vai emendar “A Terra Prometida” logo depois?

AA: Na verdade a gente começa a gravar “A Terra Prometida” daqui um mês. Vamos ter as duas novelas sendo gravadas simultaneamente durante dois meses aqui com os dois elencos, dividindo inclusive a cidade cenográfica que vai ser praticamente a mesma. Estou com gás total, superanimado.

(Por Guilherme Machado)

 

Autor: Tags: ,

terça-feira, 15 de março de 2016 Exclusivo | 11:17

“Quero me divertir e, quem sabe, desencalhar”, diz Maíra Charken sobre o “Vídeo Show”

Compartilhe: Twitter

Na segunda-feira (14), a atriz e comediante Maíra Charken estreou no “Vídeo Show” com a difícil missão de substituir Monica Iozzi na bancada ao lado de Otaviano Costa. Ousada e descontraída, Monica deixou sua marca no programa e alavancou as tardes da Globo. Mas Maíra não baixa a guarda e se sente capaz de recuperar o posto de número 1.

Aos 37 anos, a humorista holandesa radicada no Brasil lembra que sempre foi seu sonho estar no “Vídeo Show” e que tem boas expectativas: “Nunca esperei estar aqui, mas sempre desejei. Ser chamada para fazer o teste foi a maior vitória do mundo! As expectativas são as melhores. Quero me divertir, divertir o público, fazer muitos amigos e, quem sabe, desencalhar”, conta Maíra em entrevista exclusiva à coluna.

O último trabalho de Maíra na televisão foi na novela “Babilônia” (2015), na qual interpretou uma delegada. Um ponto fora da curva na carreira, nas palavras dela, que tem uma trajetória no humor, no teatro e no improviso. “’Babilônia’ me trouxe esse lindo desafio”, afirma a atriz.

Ela elogia o trabalho da colega Monica e diz que não se sente pressionada por substituí-la na atração: “Mônica é amiga, é profissional, é amada e eu respeito cada centímetro daquela bancada e todo trabalho que ela trilhou no programa. Mas não sinto peso exatamente. Tem, claro, aquele frio na barriga de todo primeiro dia de um trabalho novo”.

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

E Maíra não é a única estreante no “Vídeo Show”. A ex-BBB Ana Paula Renault, que incendiou a atual edição do reality, terá um quadro no vespertino da Globo. “Eu adorei. Ela é o máximo. Tem canal direto com o público e isso é louvável!”, diz Maíra.

A atriz expressa todo seu amor pelo novo projeto e ressalta que quer animar o público: “Meu amor pela comunicação é algo pulsante e o ‘Video Show ‘ vai me dar essa oportunidade do cara a cara com o telespectador da maneira mais aberta possível. Sou cantora, bailarina e palhaça (risos). Vou estar todos os dias ali pra servir! Quero que o público se divirta horrores!”.

Por Guilherme Machado

 

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 11 de março de 2016 Exclusivo | 16:07

Mal de Parkinson afasta Eva Todor da televisão

Compartilhe: Twitter

Uma das maiores divas da dramaturgia nacional, Eva Todor está longe da televisão desde 2012 por conta de sua idade e do mal de Parkinson. A atriz de 96 anos vive reclusa em sua casa no Rio de Janeiro e conta com a ajuda de cuidadores. Ela não possui parentes próximos.

Uma das técnicas que trabalha com a atriz informou que ela já não consegue mais falar pelo telefone. Por isso, seu representante, Marcos, intermedeia suas conversas. À coluna, ele afirmou que é muito complicado para Eva realizar trabalhos na televisão atualmente por conta de seu estado de saúde.

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

Em tempo: Eva possui um contrato vitalício com a Rede Globo por conta de uma ordem de Roberto Marinho, que garantiu o benefício a todos os atores que completassem 30 anos na casa.

Autor: Tags:

Exclusivo | 15:01

“Dez Mandamentos”, Mick Jagger e Urubu na visão de Marco Antônio Gimenez

Compartilhe: Twitter

O ator Marco Antônio Gimenez está a todo vapor nas gravações da segunda temporada de “Os Dez Mandamentos”, da Rede Record.  O intérprete de Nadabe, sobrinho de Moisés (Guilherme Winter), afirma que o personagem ganhará mais destaque na nova fase da novela, e fala também sobre sua passagem pela Globo, onde ficou conhecido pelo personagem Urubu, em “Malhação” (2005-2006).

“Hoje em dia, pelo fato de eu estar usando barba e cabelo grande, muitas pessoas não reconhecem mais como Urubu, alguns anos se passaram também. Na televisão, às vezes, a gente se repete muito, acaba ficando um pouco rotulado com certos personagens e você não consegue se reciclar, mudar e fizer coisas diferentes. Mas não fico chateado de forma alguma quando me chamam de Urubu. Não tem o menor problema nisso, foi um sucesso”, afirma o ator entrevista exclusiva à coluna.

Na televisão, Marco estreou na Globo, com um personagem na novela “Mulheres Apaixonadas” (2003). Depois de passar sete anos na emissora carioca, o ator foi para a Record atuar em “Os Dez Mandamentos”. A transição se deu depois de um hiato de cinco anos na telinha, período em que o ator se dedicou ao teatro. “Eu aprendi a trabalhar na televisão na Globo. A minha transição foi tranquila, eu amadureci no teatro e como pessoa”, declara Gimenez.

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

“Os Dez Mandamentos – Parte 2”

O ator conta que as gravações da segunda temporada já começaram nos estúdios e, nesta semana, terão início as externas. Ele comenta que seu personagem se tornará um sacerdote junto com seus irmãos, além de viver um amor proibido. “Estou bem feliz e entusiasmado”, diz Marco Antônio. E revela o que o público pode esperar na próxima temporada: “Muitas coisas vão acontecer, vão nascer pessoas, vão morrer outras, vão ter romances, guerras, os personagens vão se deparar com outros povos. Alguns hebreus vão subir de cargo, o público pode esperar muitas histórias interligadas”. A sucessora de “Os Dez Mandamentos – Parte 2” já foi anunciada, mas Marco Antônio faz mistério se estará ou não em “A Terra Prometida”.

Encontro com Mick Jagger

Meio-irmão da apresentadora Luciana Gimenez, o ator conta que se divertiu ao encontrar o cantor Mick Jagger durante a passagem dos Stones pelo Rio. “Fui com a minha mãe, minha irmã e meu sobrinho ao camarim dele. Falamos que era um prazer estar lá com ele. Ele nos atendeu com o maior carinho. Não a primeira que eu encontrei com ele, a primeira foi em 2006. Sou super fã do Mick Jagger, e o que importa para mim é como ele é para o meu sobrinho. Ele é um pai bacana, atencioso, carinhoso com o Lucas”, relata ele.

Marco Antônio também comenta a relação com seu sobrinho Lucas, de 16 anos: “Eu tenho uma relação bacana com ele. A gente está sempre se falando, pelo Whatsapp, pelo telefone. Ele é um sobrinho maravilhoso, Luciana soube criar ele muito bem. Ele não se sente superior por ser filho do Mick Jagger com a Luciana. Tenho muito orgulho dele, ele é uma pessoa muito especial”.

Por Guilherme Machado

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 7 de março de 2016 Exclusivo | 08:56

Fábio Assunção comemora sucesso de “Totalmente Demais”: “Meu trabalho mais feliz”

Compartilhe: Twitter

Fábio Assunção: “‘Totalmente Demais’ seria meu trabalho mais feliz” (Foto: AgNews)

Em boa fase na carreira, Fábio Assunção se mostra um profissional multifacetado. Além do sucesso de Arthur em “Totalmente Demais”, o ator continua com força total como diretor de teatro. Aos 44 anos, diz que vive seu melhor momento e está pronto para novas conquistas. “Não poderia estar mais satisfeito”, avalia ele, em papo exclusivo com a coluna.

Para Fábio, não houve um hiato em sua trajetória. “Não estou voltando à TV”, afirma convicto. E ainda dá indícios de uma nova empreitada nos palcos. Diz que seu radar está ligado em busca de atores que deixem a vaidade de lado e mergulhem de cabeça na obra e na dramaturgia.

JÁ SEGUE O BLOG NO INSTA E NO TWITTER? @_vem_gente

Sem refutar o título de galã, ele declara que trabalha duro, apesar de todo glamour que a profissão carrega. “Estou há 15 meses trabalhando sem parar.” E que ser bon vivant, como seu protagonista na novela das sete, não é seu foco agora. Mas, talvez, em um futuro não muito distante.

Renata Reif: Após um hiato de sete anos, você está de volta às novelas. Sentiu falta do ritmo frenético de gravações?

Fábio Assunção: Eu adoro esse ritmo quando o resultado do trabalho é positivo dentro de uma novela que faz sucesso e com um personagem dinâmico. Um maior ritmo é necessário para atingir um resultado de 50 minutos de material editado por dia para colocar a novela no ar.

RR: Foi difícil voltar à TV como protagonista? Como avalia seu momento atual?

FA: Não estou voltando à TV. Antes de terminar “Tapas e Beijos” (2011-2015) eu já estava participando da preparação para “Totalmente Demais”, durante 30 dias e com todo elenco e direção. “Tapas e Beijos” foram cinco temporadas de grande sucesso. Meu momento atual, assim como no “Tapas”, me traz muita felicidade pelo sucesso atingido até agora. Não poderia estar mais satisfeito. Os personagens são incríveis e o clima nos bastidores é sensacional.

RR: Com o sucesso na sua vida profissional, já viveu algum momento parecido com o do Arthur, de bon vivant?

FA: O Arthur é bon vivant porque leva a vida com humor. E porque tem uma situação financeira privilegiada e faz sucesso com as mulheres. Mas, observando a novela, percebe-se que ele é um cara que trabalha e é muito bom no que faz. Eu comecei a fazer teatro adolescente e até hoje, com 44 anos, nunca parei de trabalhar. Só para dar um exemplo, dia 15 de janeiro de 2015 eu comecei a dirigir “Dias de Vinho e Rosas” (indicada a 5 prêmios), e, logo depois da estreia, comecei a gravar “Tapas”. Um mês antes de terminar “Tapas” eu já estava em “Totalmente Demais”. Agora estamos no capítulo 100. Esse sempre foi meu ritmo normal de trabalho. Estou há 15 meses trabalhando sem parar. O momento bon vivant ainda não chegou, mas anseio por ele (risos).

João se diverte com o pai em dia de gravação de “Totalmente Demais” (Foto: Reprodução/Instagram)

RR: O João esteve em uma das gravações da novela. Gostaria que seus filhos seguissem seus passos?

FA: Meus filhos me acompanham no trabalho, e eu, quando posso, sempre os acompanho nas atividades deles. O que eu faço como pai, que é usar essa convivência para que eles se sintam seguros e que tenham autoestima. Essas duas coisas são o que farão eles encontrarem o caminho deles. Minha tarefa é viabilizar os talentos deles. E não influenciá-los profissionalmente.

RR: Como é ser galã após os 40 anos?

FA: É inacreditável (risos).

RR: Você completa 25 anos de carreira. Qual foi o momento mais difícil de sua trajetória? E o trabalho em que se sentiu mais feliz por ter feito?

FA: Se eu for considerar felicidade, bem-estar e prazer, “Totalmente Demais” seria meu trabalho mais feliz. Sem querer puxar sardinha pra ninguém. Por outro lado, tive personagens difíceis, desafiadores, como o Carlos Eduardo, de “Os Maias” (2001), como Herivelto, em “Dalva e Herivelto” (2010), e todos os personagens que fiz no teatro, muito desafiadores e complexos. Quase todas as peças que fiz eram de no máximo quatro atores, onde eu ficava presente em cena o tempo todo. Fazendo personagens psicologicamente muito ricos e complexos.

RR: A direção é um caminho que se abre na sua carreira?

FA: No teatro, já se abriu. Minha segunda peça já me rendeu 5 indicações a prêmios de credibilidade divididos entre o Prêmio Shell e APCA. Certamente no teatro esse caminho vai continuar, paralelamente ao trabalho de ator. Agora, dirigir cinema e TV, que envolvem equipes maiores, câmeras, elencos, poderá acontecer, sim, mas não pensei muito nisso ainda.

RR: Quem são suas referências e com quem gostaria de trabalhar como diretor?

FA: Gosto da precisão e da experimentação que o Bob Wilson alcança, por exemplo. Gosto muito da loucura que Pina Bausch coloca em cena, mas a minha referência como diretor é o texto que eu tenho nas mãos e a equipe que eu convido para participar. Gostaria de trabalhar com qualquer ator que deixe a vaidade de lado e se entregue e que seja capaz de mergulhar num universo da obra em questão com inteligência e dedicação. Contribuindo positivamente para que o processo seja prazeroso e com qualidade. Conheço muitos atores assim.

Fábio faz par romântico com Marina Ruy Barbosa na trama (Foto: Divulgação)

Autor: Tags: