Publicidade

Posts com a Tag De Olho

sábado, 23 de agosto de 2014 De Olho | 08:00

De olho: Elea Mercurio, a Ludmila de “O Rebu”

Compartilhe: Twitter
Elea Mercurio. Crédito: Divulgação

Elea Mercurio. Crédito: Divulgação

Em “O Rebu”, qualquer um pode ter culpa no cartório. Até mesmo a mocinha que fica ali de canto na cozinha, só tentando colocar ordem na bagunça pós-festança.

Fomos direto neste alvo: Elea Mercurio, a Ludmila, assistente e namoradinha do chef de cozinha Pierre (Jean Pierre Noher). De grão em grão, a fofa bem que pode ser um elemento chave para a resolução do mistério.

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Por isso, batemos um breve papinho com ela. Nesta última semana, com a descoberta do corpo de Pierre na mansão de Angela Mahler (Patricia Pillar), Ludmila entrou no olho do furacão. Antes de amarrar sua aposta, confira nossa entrevista!

SIGA O BLOG NO TWITTER

Ah, antes tem aviso de agenda: depois de “O Rebu”, Elea entrará em cartaz em São Paulo com a peça “Garagem” – que já teve temporada no Rio – e ainda esse ano com o espetáculo “Discórdia”, inspirado no conto “Pomo da Discórdia”, de Máximo Gorki.

VG: O que está achando de interpretar a Ludmila em um trabalho tão especial como “O Rebu”?
Elea Mercurio: É, ao mesmo tempo, um presente e um grande desafio. Um presente porque o personagem é ótimo, a Ludmila seduz, desafia, peita, é cínica, é sincera, se arrepende, se comove… E é um desafio porque eu estou contracenando só com feras, a novela tem alto nível de qualidade e de cuidado na feitura. É muita responsabilidade, dependendo da dificuldade da cena que vou gravar, cancelo os compromissos pra ficar estudando.

VG: Nas próximas cenas, a personagem será muito importante para a resolução dos mistérios da trama. Ela tem um motivo para fugir da polícia? 
Elea Mercurio: É difícil encontrar um personagem nessa trama que não tenha algo a depor contra ele. E a Ludmila não foge à regra. Sem entrar no mérito de bons e maus, os autores são geniais justamente porque escrevem personagens com todas as nuances possíveis, pessoas reais, que agem de acordo com o que lhes convém, favorecendo uns, prejudicando outros. Mas todos recheados de sentimentos. Podemos ver o “bonzinho” agindo friamente, até sendo cruel, e o “malvado” sofrendo ou tendo uma atitude benevolente. Essa é a maior riqueza da história.

VG: Ela controla o Adão com jeitinho e é bastante profissional. Qual o ponto fraco de Ludmila, então?
Elea Mercurio: A Ludmila é muito passional, vive o momento, não leva desaforo pra casa e isso, às vezes, a faz agir sem pensar nas consequências. O que poderá trazer consequências desastrosas para ela e para os que estão a sua volta.

VG: Você tem um nome forte para apontar como assassino de Bruno? Quem acha que pode ter sido?
Elea Mercurio: Essa nem ativando meu lado Sherlock Holmes (risos). Difícil. Quase todo mundo ali tem motivos pra ser o assassino. Eu apostaria na Duda ou na Gilda, as pessoas que têm maior envolvimento emocional com o Bruno. E elas sempre se descontrolam quando estão diante da polícia. Muito suspeitas! Agora, até o último capítulo, novas conexões entre os personagens podem ser reveladas. Talvez a pessoa que matou o Bruno seja alguém que nem passou pelas nossas cabeças.

Vem ver isso aqui também, menina…:

Chá com Paty: Nós aceitamos o #desafiodogelo

Dira Paes sobre “O Rebu”: “Angela pode ser assassina”

Sabrina Sato grava participação em nova série da Record

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 2 de julho de 2014 De Olho | 07:00

De olho: Chay Suede

Compartilhe: Twitter
Oooooi, Chay! Crédito: Divulgação/Globo

Oooooi, Chay! Crédito: Divulgação/Globo

A gente confessa: temos olhos para Chay Suede desde quando ele era aprendiz de Caetano Veloso no “Ídolos”, da Record, em 2010. De lá para cá, a carreira musical andou de mãos dadas com a de ator. Por dois anos ele foi protagonista da novelinha teen “Rebelde”, na emissora de Edir Macedo, e estreia em 21 de julho para o grande público na Globo, no papel de José Alfredo jovem em “Império”, nova novela das 21h.

As cenas que já vimos estão deslumbrantes. Fotografia, texto, elenco, trama… Tudo está afinado. Chay deu um salto em qualidade e deve ser um ótimo José Alfredo. Aliás, o papel promete ser o primeiro passo em algo maior que vem em breve. Quer apostar? Antes, confira só o papo que batemos com ele. Baba um pouco com a gente, vai 😉

VEJA FOTOS EXCLUSIVAS NO INSTAGRAM

VG: Qual foi seu maior desafio na pele de José Alfredo jovem?
Chay Suede: Várias coisas. Ser mais de um ao mesmo tempo, ter esse conflito de ser no mínimo dois, às vezes três ou quatro em uma pessoa só. Esse é o desafio.

VG: Pelo que vimos da fase adulta, com Alexandre Nero, ele se torna uma pessoa cheia de dilemas, mistérios…
Chay Suede: Ele se torna o que Nero mostra, mas no início ele é só um garoto de 22 anos com medo, receio, uma paixão… E ele perde tudo. Eu acho, na verdade, que ele não tem medo de nada, porque ele não tem nada a perder.

VG: Você se vê como Nero? Digo, se enxerga como ele aos 44 anos?
Chay Suede: Não, porque a gente não se parece tanto fisicamente, mas a nossa intenção é parecida, e nossa atitude está igual. Por isso que a gente convence. Mas a gente não se parece fisicamente. Isso é o mais louco. Quando eu soube que faria o Nero jovem, eu disse que não tinha nada a ver. E ele disse a mesma coisa. Mas caracterizado dentro de uma atitude Zé Alfredo, com sotaque, é a mesma pessoa.

SIGA O VEM, GENTE! NO TWITTER

VG: Aliás, o sotaque de Pernambuco te atrapalhou?
Chay Suede: Pelo contrário, o sotaque me ajudou a encontrar melhor o personagem. Quando eu busquei o sotaque, vieram coisas que até então não tinham vindo, que eu não conhecia sobre ele.

VG: Você ainda está gravando? Está nervoso para a estreia?
Chay Suede: Ainda estou gravando. Estou ansioso, na verdade. Depois desse clipe tão bonito, que me emocionou, eu espero que seja tudo isso aí. E vai ser. Vai ser um novelão.

VG: Seu contrato é por obra? Podemos esperar mais coisas na casa?
Chay Suede: Tem coisas para frente, sim.

VG: E a carreira musical?
Chay Suede: Vou lançar um EP nos próximos dois meses. Estou compondo bastante nos últimos meses e agora vou gravar.

Chay como José Alfredo em gravação em Minas Gerais. Crédito: Divulgação/Globo

Chay como José Alfredo em gravação em Minas Gerais. Crédito: Divulgação/Globo

Vem ver isso aqui também, menina…:

Todas as fases de Cristina, a heroína de “Império”

Filha de José Mayer é escalada para “Império” com urgência

“Em Família”: beijo gay? Check!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 10 de junho de 2014 De Olho | 06:00

De Olho: Isabella Santoni

Compartilhe: Twitter
Vamos grudar o olho nessa menina. Crédito: Ricardo Penna

Vamos grudar o olho nessa menina. Crédito: Ricardo Penna

Começa hoje, caro leitor, mais uma coluna do nosso Vem, gente!. É a De Olho, que vai jogar uma luz em novos rostinhos da TV. Tem muita gente boa pintando por aí. Nós acompanhamos de perto e queremos dividir com você os talentos que prometem se destacar no entretenimento.

SIGA O VEM, GENTE! NO TWITTER

Quem abre os trabalhos com louvor é Isabella Santoni, que está no elenco da nova temporada de “Malhação” (estreia em julho).

A atriz fez recentemente uma participação na série “As Canalhas” (GNT) e foi chamada de sósia de Carolina Dieckmann. O blog, na real, acha que ela se parece mais com Priscila Fantin. E você?

VEJA FOTOS EXCLUSIVAS NO INSTAGRAM

Fato é que com Karina, sua personagem na novela teen da Globo, Isabella quer consolidar o próprio nome. Tem tudo para conseguir. Olha só:

VG: Como foi o processo para entrar na nova temporada de “Malhação”?
Isabella: Fiz o teste e, depois de três meses, fui chamada para um workshop da Ana Kfouri com os pré selecionados, onde fiz um novo teste. TV é um novo formato pra mim, tudo é novidade, é um outro ritmo. Eu espero aprender muito.

VG: Me fala um pouco sobre sua personagem, a Karina. O que podemos esperar dela?
Isabella: Karina é um furacão de sentimentos e descobertas. Podem esperar bastante confusão e muitas mudanças ao longo da trama.

Malhação Sonhos

VG: Você apareceu em “As Canalhas” com um cabelão e agora já passou a tesoura nos fios. Gostou do novo visual e sofreu para cortar?
Isabella: Eu amei! Adoro me ver num novo personagem e enxergar uma outra pessoa. O cabelo só contribuiu para isso. Zero sofri! Eu estava ansiosa para cortar logo.

VG: Por que sugeriram o corte joãozinho? Ela é mais masculinizada?
Isabella: A Karina é prática. Ela não tem vaidade e não gosta de perder tempo com essas frescuras. E ela luta todo dia também, né? Imagina o tempo que ela ia perder se arrumando se tivesse um cabelão.

VG: Muitos te comparam com Carolina Dieckmann, e já falaram que você lembra também a Priscila Fantin. Essas comparações te incomodam? Você acha que se parece com uma delas?
Isabella:  Não me incomodam não, encaro como um elogio. As duas são maravilhosas! Acho que tenho uns traços que lembram, mas não tudo, sabe? O formato do rosto lembra o da Carolina e o desenho dos olhos é parecido com o da Fantin.

Dieckmann ou Fantin? Montagem: Divulgação/Globo e Ricardo Penna

Dieckmann ou Fantin? Montagem: Divulgação/Globo e Ricardo Penna

Vem ver isso aqui também, menina…:

Nova “Malhação” investe em jovens atores de espetáculos musicais

Veja Arthur Aguiar e Bruna Hamú nos bastidores de “Malhação”

Novela terá duração de três minutos na Copa; veja

Autor: Tags: , , , , , ,