Publicidade

Posts com a Tag opinião

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 Pitaco | 11:40

O que é que o Comendador tem?

Compartilhe: Twitter
Ooooi, Zé. Crédito: Globo/João Miguel Júnior

Ooooi, Zé. Crédito: Globo/João Miguel Júnior

“O Nero foi uma aposta minha. Ele não era uma pessoa que seria escalada se eu não insistisse. A partir de ‘Fina Estampa’, eu vi que ele era muito bom e que todos os papéis de 50 e 60 anos, no futuro, serão dele. Eu apostei muito, e insisti bastante até que concordassem”.

A declaração é de Aguinaldo Silva. E se tem uma coisa que faço todos os dias é agradecer ao autor por sua insistência em apontar Alexandre Nero como o perfeito Comendador José Alfredo. A cada capítulo de “Império”, dá gosto de desvendar o caminho que o ator traçou para materializar a criação de Aguinaldo.

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Zé é um protagonista que só veste preto, é mala, mandão, gosta de tudo do seu jeito, não sorri com facilidade e quer ter o mundo nas mãos. Difícil? O difícil que é gostoso. Nero jogou tudo isso no liquidificador, adicionou algumas rugas (aliás, um trabalho lindo da equipe de caracterização), usou o já conhecido talento, mais seu charme inconsciente e apresentou de bandeja um personagem daqueles históricos, que a gente que é fã de novela guarda no coração.

Em uma premiação no Rio, ele falou com o blog sobre o assédio (principalmente feminino): “As pessoas não estão falando de mim, é só personagem. Elas precisam dar títulos, então ou é a ruga, ou o cabelo, ou a barba, ou o sotaque, ou a macheza, ou o poder, ou o dinheiro… É um monte de coisa. É um personagem. Tudo isso envolveu as pessoas”. Resultado de trabalho muito bem executado, então. É pela figura do homem de preto que nosso coração bate mais forte.

Minha avó, que já citei aqui outras vezes, é fã de novela e meu termômetro no gênero. Um sinal maravilhoso de que a história está boa e bem apresentada é quando, a cada final de capítulo, ela solta a frase: “Ah, que m**** (e dá um tapa na perna com raiva). Acabou. Agora só amanhã”. Desculpa divulgar sua boca suja, vó, mas a reação retrata com excelência o objetivo desse texto.

SIGA O BLOG NO TWITTER

O Comendador tem tantas camadas divertidas, escuras, românticas, sofridas, tentadoras. Quem não se derrete por seu amor puro por Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa)? E por seu carinho silencioso – ele é cabra macho, vejo só! – por Cristina (Leandra Leal)? E por sua postura de ódio e parceria com Maria Marta (Lilia Cabral)? Um homem rodeado por tantas mulheres poderosas não pode ter apenas um lado soturno. O Comendador é muito mais light do que aparenta.

Por isso, Aguinaldo, obrigada mais uma vez. E Nero, manda um beijo para Zé Alfredo e diz que ele está com um cartaz e tanto lá em casa.

Vem ver isso aqui também, menina…:

Jayme Monjardim orienta Débora Bloch na Patagônia em cena de nova novela

“Os Dez Mandamentos”: Petrônio Gontijo e Gabriela Durlo serão casal

João Vicente diz que foi “pegador” para vingar “infância gordinha”

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Pitaco | 17:49

Chá com Paty: você enxerga Xuxa na Record?

Compartilhe: Twitter
Xu-xu-xu Xa-xa-xa. Crédito: iG

Xu-xu-xu Xa-xa-xa. Crédito: iG

Nosso querido-salve-salve Chá com Paty desta sexta-feira (28) tem como tema as mudanças e novidades que a Record promete para 2015.

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Entre elas, o maior burburinho da semana é a possível ida de Xuxa para a concorrente da Globo, com quem ela ainda tem contrato até 2017 (leia mais aqui!).

Caso o convite realmente se confirme, você enxerga Xuxa na Record? Como seria isso? É interessante para a apresentadora?

SIGA O BLOG NO TWITTER

E tem mais: Paty Teixeira comenta sobre “Conselho Tutelar”, a nova série da casa que estreia segunda (1º). PLAAAAAY e deixe seu comentário abaixo 😉

Vem ver isso aqui também, menina…:

“Lady Marizete”, nova das 19h, terá cenas em Nova York

“Que Monstro Te Mordeu?” ganha trilha inédita

Pedro Bial dá pistas sobre novidades do “BBB 15″

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 Pitaco | 07:00

“Lili, a Ex”: Lili é tudo que a gente gostaria de ser e não pode

Compartilhe: Twitter
Crédito: Divulgação/GNT

Crédito: Divulgação/GNT

Se você ainda não viu nenhum episódio de “Lili, a Ex” (GNT), a gente avisa: está perdendo um programão. Lili é tudo que a gente gostaria de ser e não pode. Ou por moral ou por noção mesmo, não dá para infernizar a vida de um homem assim como ela inferniza a de Reginaldo (se bem que tem muita doida por aí deitando e rolando, né?). Lili é liberdade, é alegria, é humor ácido, é loucura. E quem nunca enlouqueceu de amor?

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

A começar pela protagonista, interpretada brilhantemente por Maria Casadevall, a série é demais de bem tratada. Dá gosto assistir. Já que estamos falando sobre o elenco, Felipe Rocha é do tamanho exato do maníaco por limpeza Reginaldo, o tal que vive fugindo de Lili. Ela não aceita o fim do casamento e faz de tudo para não sair da vida do bofe. João Vicente de Castro é Reinaldo, o irmão mais novo de Reginaldo, e é outro que está dando um banho em cena. Tem mais: Daniela Fontan (maravilhosa!), Rosi Campos, Milton Gonçalves, Alann Medinna e Robson Nunes. Todos, sem exceção, contribuem para o sucesso da série.

A ideia do programa já era ousada por se tratar de uma adaptação da tirinha homônima de Caco Galhardo. Levar essa linguagem de quadrinho para a TV não foi fácil de prima, mas logo encontraram o tom. A atuação marcada de Maria, bem caricata mesmo, caiu como uma luva e se uniu ao dinamismo da câmera. É tudo rápido, veloz, alucinado. Do jeitinho que a HQ pede. Vale o registro: a sacada de flutuar a câmera por cima dos dois cômodos (Lili e Reginaldo moram parede com parede) é genial. Assim, é possível brincar com dois universos tão diferentes (o caos de Lili e a organização de Reginaldo) e torcer mais ainda para uma fusão dos polos opostos.

SIGA O BLOG NO TWITTER

Então, de novo, ainda não viu? Anota : inéditos às quartas, 22h40. Horários alternativos: sextas 09h30 ou 17h30, domingo 1h ou 20h30. Temporada até 17/12. #dicadanina

Vem ver isso aqui também, menina…:

“Boogie Oogie”: Elísio descobre traição e expulsa Beatriz de casa

Marília Gabriela sobre série: “vou ficar na fila para segunda temporada”

Programão em família: “Frozen” chega ao Telecine

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 Novela, Pitaco | 21:26

“Geração Brasil”: faltou calcular a dose exata de “modernidade”

Compartilhe: Twitter
Jonas Marra, cadê a dancinha? Crédito: Divulgação/Globo

Jonas Marra, cadê a dancinha? Crédito: Divulgação/Globo

Depois do fenômeno “Cheias de Charme”, Filipe Miguez e Izabel de Oliveira voltaram para a faixa das 19h da Globo tomados por uma expectativa imensa. Partia da crítica e também do público ver “Geração Brasil”, escrita pelos autores, guiar a audiência e cair na boca do povo assim como foi a novela das empreguetes, exibida em 2012. Não foi bem isso que aconteceu. Nesta sexta-feira (31), a trama chegou ao último capítulo sem tanto barulho – o que não quer dizer, exatamente, algo negativo. Quer ver?

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Não é sempre que a flecha acerta em cheio o alvo. “Geração” é um belo exemplo disso. Mas as jogadas ao longo dos meses no ar foram ensaiadas, coerentes e bonitas. Para começar, a novela foi sim prejudicada na época da Copa do Mundo, quando ficou uma semana sem exibição por conta dos jogos no mesmo horário. O intervalo foi um soluço, um tropeço no exercício que o público fazia para se apegar à história de Jonas Marra (Murilo Benício), o gênio da tecnologia.

Depois disso, para reorganizar a casa foi difícil. Tinha muito jogador para pouco campo. As traminhas nanicas e desinteressantes atrapalharam o desenrolar da novela, e o tão criticado sotaque americano nas personagens de Megan (Isabelle Drummond) e Pamela (Claudia Abreu) também. Outro erro de comunicação entre produto e telespectador foi o próprio tema. Falar de tecnologia é difícil quando seu público flutua entre diversas idades. Expressões modernas, como “startup”, pipocavam no texto e se faziam necessárias ali. Mas foram elas também que criaram uma espécie de barreira. Enfim, faltou em “Geração” saber calcular a dose exata do “novo”, e ainda aquele fator misterioso que emociona, que prende, que empolga e que nos faz querer esperar o dia seguinte para ver a próxima cena.

Justiça seja feita, por outro lado, Filipe e Izabel nos brindaram com surpresas incríveis. Dorothy entra no currículo de Luís Miranda como o personagem mais divertido, completo e libertador. A atuação do ator baiano foi impecável, assim como Claudia e sua Pamela, Taís Araújo e sua Verônica (e também sua divertida Veruska, no último capítulo!), Leandro Hassum e o hilário Barata, e também Murilo e seu dúbio Jonas Marra (a gente continua amando a dancinha da Parker TV).

SIGA O BLOG NO TWITTER

Nesta sexta, uma das cenas mais lindas foi a de Brian (Lázaro Ramos) abençoando a caçula de Jonas e Verônica. Lázaro e Taís, que são casado na vida real e esperam uma menina, se emocionaram em cena – e a gente jura que não estava no roteiro 😉 Para terminar, um salve para a tropa “teen” que segurou a onda muito bem: Humberto Carrão, Chandelly Braz, Isabelle e, entrando nos 45 do segundo tempo, Dudu Azevedo. E chega mais, “Alto Astral”!

Vem ver isso aqui também, menina…:

Chá Com Paty: fantasminha em novela é bacana ou não?

“Só Se For a 3″: discotáxi é cenário para revelações de casais famosos

Andréa Beltrão sobre fim de “Tapas & Beijos”: “É um tempo perfeito”

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 10 de outubro de 2014 Pitaco | 16:05

Chá Com Paty: eu volteeei, e “Amor & Sexo” também!

Compartilhe: Twitter
"Óh nóis aí traveiz". Crédito: iG

“Óh nóis aí traveiz”. Crédito: iG

Alegria, alegria, minha gente!

Depois de um mês de férias com sombra e tequila fresca (#vivaméxico), eu voltei para o nosso querido #CháComPaty de toda sexta-feira!

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Hoje, eu e Paty Teixeira, repórter do Caderno D do jornal O DIA, comentamos o retorno de “Amor & Sexo” para a grade da Globo (leia a crítica aqui).

SIGA O BLOG NO TWITTER

No mais, é só fofoca e mico, meu bem. Daquele jeito que a gente gosta para receber o fim de semana com emoção 😉 PLAAAAAAAY!

Vem ver isso aqui também, menina…:

Cacau Protásio assume na TV papel que já foi de Adriana Esteves

Luisa Mell é vetada como apresentadora por anunciantes no SBT

Marcos Veras já tem estreia em novela definida na Globo

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 29 de agosto de 2014 Pitaco | 16:12

Chá com Paty: vale a pena misturar amor e trabalho?

Compartilhe: Twitter
É o amoooooor... Crédito: iG

É o amoooooor… Crédito: iG

Um dos posts mais comentados essa semana aqui no Vem, gente! foi sobre o capítulo 100 de “Geração Brasil” e os novos casais da trama: Davi (Humberto Carrão) e Megan (Isabelle Drummond), e Manu (Chandelly Braz) e Arthur (Dudu Azevedo).

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

A galera se dividiu na torcida para opinar com quem o coração de Davi deveria ficar no fim da história. E o barulho todo nos deu gancho para o Chá com Paty desta sexta (29). Para quem não sabe, Humberto e Chandelly são um casal na vida real.

Atualmente, no ar, temos mais exemplos de namorados que também trocam beijos na ficção, como Sophie Charlotte e Daniel de Oliveira (“O Rebu”), e Caio Blat e Maria Ribeiro (“Império). Mas e aí, vale a pena misturar amor e trabalho? E quando rola uma briga em casa, como fica no set? Comente!

SIGA O BLOG NO TWITTER

Ah, a Paty ainda aproveitou a deixa para se declarar, hein! Clica, clica, clica e PLAAAAAAAAY!

Vem ver isso aqui também, menina…:

Dani Valente e Marcelo Flores serão casal em “Trair e Coçar”

Loira ou ruiva? Tatá Werneck com novo look em breve

Sophie Charlotte: agenda de trabalho apertada

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 Pitaco | 20:06

“Pedacinho” tem gosto de várias delícias que lembram saudade

Compartilhe: Twitter
Lepe, Lepe, Lepe... Crédito: Divulgação/Globo

Lepe, Lepe, Lepe… Crédito: Divulgação/Globo

Que alegria! Que conquista ter um “Pedacinho de Chão” para nos encher os olhos e esquentar o coração. Sair da mesmice, fugir da rotina, mergulhar na fantasia. A orquestra de Luiz Fernando Carvalho foi tão afinada quanto coral celestial. E seu último capítulo, exibido nesta sexta-feira (1), teve gosto de várias delícias que lembram saudade.

“Pedacinho” foi como um jogral encantado. Muitos não mergulharam na vibe, se endureceram com a magia. E era preciso se permitir para entrar na Vila de Santa Fé, tão colorida e cheia de surpresas. Várias delas com nome e sobrenome. Quer algumas? Johnny Massaro (simplesmente encantador), Irandhir Santos (viva Zelão!), Paula Barbosa (quem não ama Gina?), entre tantos outros.

VEJA FOTOS NO INSTAGRAM

A direção conseguiu uma unidade tão rara entre a história de Benedito Ruy Barbosa e o elenco que era quase palpável na tela. Os atores investiram, acreditaram, se imbuíram dos espíritos dessa fábula. Juliana Paes brilhou como a exagerada Catarina, e a dobradinha com Osmar Prado foi na mosca. Coisa linda de se ver foi também o italiano Giácomo de Antônio Fagundes. E como não amar o Pedro Falcão de Rodrigo Lombardi e sua família, gente?

Aliás, uma das cenas mais emocionantes desse final foi quando Falcão entrou no quarto da filha e caiu em lágrimas ao ver a “mulher-homem” vestida de noiva ao lado da amiga Juliana (Bruna Linzmeyer). Tanto foi falado do visual, do técnico usado por “Pedacinho”. É um diferencial, mas sem a determinação do time para fazer dar certo, a novela passaria apenas como uma trama infantil. E ela está longe disso. É um marco de qualidade, bom gosto e inovação na TV.

SIGA O VEM, GENTE! NO TWITTER

E acabou como tinha de acabar. Tomás Sampaio, o fofo Serelepe, guiou os últimos passos. O menino faceiro foi adotado por Catarina e Epa, e revelou ser filho legítimo do coronel. Ou seja, ele realizou o grande sonho de se tornar irmão de Pituca.

Quando emoção pouca era bobagem, de um quarto comum, como uma criança comum, Tomás surgiu manipulando uma maquete da Vila de Santa Fé com os personagens como peão de jogo. Tudo não passou de uma brincadeira, de uma história contada pelos olhos de uma criança, e costurada pela maturidade de Luiz Fernando. Já salpicou saudades em meu coração de telespectadora. 

Vem ver isso aqui também, menina…:

“Malhação”: Se liga! Vai rolar beijaço na Ribalta…

Alessandra Negrini volta à faixa das 18h com “Boogie Oogie”

Conheça a ambiciosa deputada Júlia, de “Plano Alto”

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 20 de junho de 2014 Pitaco | 11:29

Chá com Paty: é muito drama, Brasil!

Compartilhe: Twitter
Óh nóis aqui de novo, sô! Crédito: iG

Óh nóis aqui de novo, sô! Crédito: iG

Em campo e fora de campo, a gente gosta é de uma boa história para contar – e comentar no nosso Chá com Paty de toda sexta-feira!

SIGA O VEM, GENTE! NO TWITTER

Hoje, os fios platinados de Neymar e Daniel Alves estão em pauta, assim como a ausência de Hulk em campo (#vaiterbunda), o dramalhão sofrido de Fred e tudo mais sobre Copa do Mundo.

VEJA FOTOS EXCLUSIVAS NO INSTAGRAM

Ah, tem também a nova temporada de “Malhação”. A estreia é só dia 14 de julho, mas já rolou coletiva e nós comentamos sobre o tema dessa fase da novelinha teen da Globo.

PLAAAAAAAAAAAAAAY!

Vem ver isso aqui também, menina…:

Danielle Suzuki: programas, agora, só em 2015

José Aldo grava participação em “Malhação”

José Alvarenga Jr: “Quero férias, quero Copa do Mundo”

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 13 de junho de 2014 Pitaco | 16:47

Gianecchini é um dos êxitos de “Em Família”

Compartilhe: Twitter
Bonito por natureza. Crédito: Divulgação/Globo

Bonito por natureza. Crédito: Divulgação/Globo

No meio de tanto draaaaama entre Luiza (Bruna Marquezine), Laerte (Gabriel Braga Nunes), Helena (Julia Lemmertz), Virgílio (Humberto Martins) e companhia, o capítulo de “Em Família” da última quinta-feira (12) teve um momentinho em especial que a gente não pode deixar passar barato.

SIGA O VEM, GENTE! NO TWITTER

É verdade que a trama está em uma constante e apanhando de vários lados. Está difícil se emocionar com a mesmice da história, por mais fã de Manoel Carlos que você seja. Mas ontem essa constante sofreu oscilação. Uma cena delicada com Reynaldo Gianecchini, Giovanna Antonelli e o pequeno Vitor Figueiredo roubou a atenção e aqueceu meu coração.

Cadu e Clara tentavam explicar para o pequeno Ivan como a separação deles iria alterar o dia a dia do menino. O toque de emoção foi certeiro, assim como as dúvidas levantadas pelo garoto e o distanciamento apaixonado entre mãe e pai. “Nosso casamento deu certo sim, filho”, tentou explicar Clara para Ivan, enquanto o menino dizia que agora não poderia mais dormir entre eles na cama.

VEJA FOTOS EXCLUSIVAS NO INSTAGRAM

Amigos do peito fora de cena, é sincera a química entre Giovanna e Giane. Aqui, mais bonito ainda é o trabalho feito em família (sem trocadilhos infames) com o pequeno Vitor, que vem dando seu showzinho.

Não seria justo não dizer que Giane está muito bem na pele de Cadu, que merece ser feliz sim, pelo amor de Deus, seja com Verônica (Helena Ranaldi) ou qualquer outra pessoa.

Outro dia, ele deu baile com o encontro do personagem com a família do doador para transplante de coração. Está latente a emoção, lapidada com carinho. Em tempos de crise, é preciso também pincelar os êxitos. E Giane é um deles, sem dúvida.

Vem ver isso aqui também, menina…:

“Geração Brasil” coloca em prática interatividade na Copa

Marcello Melo Jr. investe no teatro depois de “Em Família”

Alô, Helena? Vai uma terapeuta aí?

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 28 de maio de 2014 Pitaco | 13:19

Alô, Helena? Vai uma terapeuta aí?

Compartilhe: Twitter
Solta essa angústia, Helena! Crédito: Divulgação/Globo

Solta essa angústia, Helena! Crédito: Divulgação/Globo

Sabe, estava aqui pensando e já sei o que falta para Helena (Julia Lemmertz), de “Em Família”: uma terapeuta. Será possível uma pessoa remoer tanto rancor e ressentimento por tantos capítulos, meu Deus? Ok, sei que sim. Na vida real, eu e você temos inúmeros exemplos de pessoas próximas que amarguram um trauma anos e anos e não conseguem sair do lugar. Mas a ficção precisa de ritmo, galerê…

SIGA O VEM, GENTE! NO TWITTER

A ideia não é fazer um diário de bordo e muito menos transformar isso aqui em um blog pessoal, mas comecei a terapia há mais ou menos seis meses e é incrível como a gente aprende a colocar cada desapontamento ou vitórias em caixinhas específicas. Caminhar com os próprios pés é tudo que Helena (e os telespectadores, pelo amor de Deus) precisa.

Já perdi as contas quantas vezes ouvi a fala “esse homem desgraçou a minha vida e vai desgraçar a sua também” sair da boca de Helena diretamente para o coração de Luiza (Bruna Marquezine), sua filha. Amor, troca o disco, por favor! Começa a jogar isso para fora com alguém que possa realmente te ajudar. E que esse alguém não seja o Virgílio!

VEJA FOTOS EXCLUSIVAS NO INSTAGRAM

Por falar nele, o personagem de Humberto Martins é outro que vive tentando jogar frases de efeito para trazer a paz para o recinto, quando às vezes tudo que a gente precisa é gritar, gritar e gritar. Aliás, no capítulo desta quarta-feira (28), finalmente, Virgílio gritará, baterá e até socará a cara de Laerte (Gabriel Braga Nunes), o homem que o enterrou vivo e deixou em seu rosto a marca da discórdia.

Um pouco de desequilíbrio não faz mal para ninguém, vai? Dá uma agitada, sacode a ficção, causa emoção de diversos tipos no telespectador. Estamos aqui, confiantes, que Freud pode dar um jeito nessa história que domina repetidas gerações. A mensagem principal da novela não é superação, gente? Então! E você, o que acha dessa posição de Helena? Qual o tempero que falta na trama de Manoel Carlos? Deixe seu comentário!

Vem ver isso aqui também, menina…:
Antonelli é a mais desejada pelos telespectadores da Globo

Difícil mesmo é concorrer com Bruna Marquezine em cena

Maria Eduarda sobre Vanessa: “Adoraria que desse o beijo gay”

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última