Publicidade

Posts com a Tag relacionamento

quarta-feira, 29 de outubro de 2014 TV fechada | 10:26

“Só Se For a 3”: discotáxi é cenário para revelações de casais famosos

Compartilhe: Twitter
Fernanda, Maurício e Bernardinho. Crédito: Divulgação/Multishow

Fernanda, Maurício e Bernardinho. Crédito: Divulgação/Multishow

Dentro do táxi de Maurício Branco, meu amor, tudo pode acontecer!

Com uma pegada leve e divertida, o “Só Se For A 3”, uma das novidades do Multishow para novembro, reúne em 10 episódios o encontro do apresentador com casais famosos dentro de um discotáxi – com teto de led e luzes que mudam de cor. Relacionamento, amor, paixão, parceria, night, humor são assuntos que não ficam de fora dessa carona. Nalbert e Amanda Lee, Thiaguinho e Fernanda Souza e Tainá Muller e Henrique Sauer são alguns dos casais entrevistados. Enquanto a estreia não chega, batemos um papinho com Maurício para adiantar o bapho. Vê só! Ah, e anota na agenda: dia 7 de novembro, às 22h #dicadanina

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

VG: Como surgiu a ideia para o programa?
Maurício Branco: Partiu do Gabriel Mendes, diretor da NOO TV. Ele queria fazer um programa exclusivamente para mim, em que eu pudesse usar uma coisa que quinhentas pessoas sempre me disseram que eu era e que meu pai (que me deu uma educação de primeiro mundo com muita informação numa era pré-internet) também falava: ser um comunicador. Faço isso naturalmente, divirto, sei entreter as pessoas, tenho cultura geral e se sei que tem uma pessoa que não gosta de mim eu consigo reverter o quadro em 10 minutos. Observando isso, Gabriel e uma equipe maravilhosa de jovens da NOO criaram o NOO TAXI. Fizemos três episódios, sendo que dois programas com casais e um testando duas pessoas completamente diferentes. E os casais fizeram mais sucesso na web. Os episódios foram levados até o Guilherme Zattar, diretor do Multishow. Aliás, eu sempre sonhei em trabalhar no Multishow pelas possibilidades que o canal oferece aos seus artistas, mas não imaginava que ia ser tão bom.

VG: Relacionamento é assunto que dá papo para manga, né? 
Maurício Branco: Procuro não falar muito sobre relacionamento, porque não sou psicólogo e nem tenho esta pretensão. Tudo começa com um papo de 3 amigos conversando e indo para uma festa, um bar, um restaurante. Faço o possível para que meu tom seja neutro, sem clichê de apresentador de TV. Detesto aquele repórter que te faz uma pergunta e fica olhando para o lado, tá sem saco fica em casa. Mas no final dá até uma certa dificuldade em sair do táxi, quero ir com aquele casal para a casa deles continuar a conversa. Autenticidade é tudo hoje em dia.

VG: Os convidados te confidenciam muitas coisas? O que, por exemplo?
Maurício Branco: Muitos casais já entram totalmente dispostos a falar tudo, é muito engraçado. Com o Bernardinho e Fernanda Venturini (foto acima) tive que ficar uma hora falando de vôlei para eles ficarem à vontade. Um comunicador deve ter feeling para sentir a vibe de quem ele vai entrevistar. A pesquisa ajuda, mas captar a vibe da pessoa é o grande segredo. Se você erra num comentário vai tudo para o beleléu. Cada casal tem um jeito. Teve um, por exemplo, não vou falar o nome, que ele ficou falando o tempo todo que a mulher dele não iria se sentir à vontade. Mas quando eles entraram no táxi ela deu um show e ele também, mas de tímida ela não tinha nada. Outra coisa, o programa não tem baixaria. Até no “HOT MOMENT”, momento em que o táxi fica todo vermelho, o nível é mantido. Às vezes solto uma ou outra, mas quem não faz isso até numa mesa de bar? Esta é a liberdade que preciso: ser eu mesmo, falar o que eu quiser, sem culpa.

VG: O papo surge a partir de um roteiro ou você vai improvisando conforme o papo avança?
Maurício Branco: Sigo uma pauta que a equipe prepara, pois às vezes um casal tem alguma coisa diferente. O Max Fercondini, por exemplo, tem um projeto lindo em que ele e a Amanda (Ritcher) vão viajar o Brasil inteiro no avião dele. A cueca da Thammy, por exemplo, foi improviso (pedi para ver mesmo e ela mostrou!). Geralmente as perguntas são as mesmas, mas como tenho liberdade total, inverto tudo. Sou o mais solto de todos, se abrir a guarda eu entro mesmo! Sempre com classe e bom senso.

Nalbert e Amanda Lee também foram convidados para o táxi-night. Crédito: Divulgação/Multishow

Nalbert e Amanda Lee também foram convidados para o táxi-night. Crédito: Divulgação/Multishow

SIGA O BLOG NO TWITTER

Vem ver isso aqui também, menina…:

Andréa Beltrão sobre fim de “Tapas & Beijos”: “É um tempo perfeito”

“Estou ficando velho e cagão”, diz Bruno De Luca

“Vai Que Cola”: 2ª temporada termina com 23% a mais de audiência

Autor: Tags: , , , , , , , ,